6 dicas para aumentar a velocidade no picking

pickingA separação de pedidos ou picking, é um dos processos intralogísticos mais importantes para o sucesso do negócio, afinal, tem relação direta com a satisfação do cliente. E não apenas isso. Trata-se de uma atividade cara, correspondendo a quase 60% do custo operacional total de um armazém. Por isso, precisa ser otimizada para que os recursos sejam utilizadas da melhor forma e a empresa garanta sua lucratividade.

 

Para que o picking funcione com o máximo de eficácia, é importante utilizar as estratégias certas para o tipo de negócio e contar com o suporte de tecnologias que eliminam erros e aceleram o processo.  Quem já tem uma separação eficiente, sabe que o quanto faz a diferença investir em inovações. Os resultados são vistos não apenas em termos de redução de custos, como também de aumento das vendas em decorrência da maior qualidade do serviço prestado.

 

Por isso, você não pode deixar esse importante processo de lado. É hora de efetuar as mudanças certas para acelerar a separação no seu armazém! Neste texto, você terá acesso a seis dicas que vão ajuda-lo a aumentar a velocidade no picking, trazendo ganhos de diversas ordens para a sua empresa. Confira nos tópicos a seguir:

 

 

1 – Mantenha os SKUs organizados e agrupados

 

Estoque organizado é a palavra de ordem quando se fala em eficiência no picking. Se você não mantiver os SKUs posicionados de forma correta, todos os demais esforços para otimizar o picking poderão ser em vão.

 

Muitas vezes, na busca de economizar o espaço, vários SKUs são alocados em um mesmo local. Quando isso acontece, o resultado não pode ser outro: há uma perda de tempo na separação, afinal, os funcionários vão demorar mais para localizar os produtos demandados no pedido. E como todos sabem, tempo é dinheiro.

 

Imagine se um separador vai até uma prateleira indicada para separar uma mercadoria e lá se encontram outros itens misturados. Ele precisará vasculhar o local até encontrar o produto certo. E, nesse caso, ainda existe a possibilidade de erro na separação, o que leva a prejuízos de diversas ordens.

 

Desse modo, é crucial que você garanta que cada SKU esteja em uma posição específica e estrategicamente definida. Não se esqueça também de ter uma boa estratégia de endereçamento. (Saiba mais aqui.)

 

 

2 – Reduza os trajetos percorridos pelos separadores

 

Muitos estudos realizados ao longo dos anos mostraram que o tempo de viagem pode facilmente representar 50% a 60% do tempo total de separação de pedidos.  É por isso que reduzir as distâncias percorridas e o número de acessos traz um grande ganho de velocidade. Para tanto, é preciso desenvolver as estratégias certas para que isso se torne uma realidade.

 

Muitos de nossos clientes que trabalham com fracionados têm utilizado o batch picking ou picking por lote, modalidade de separação que agrupa os pedidos para a diminuição dos acessos ao estoque. Com o batch picking, cada operador coleta os produtos referentes a um grupo de pedidos em um só deslocamento. Após esse processo, as mercadorias agrupadas são separadas conforme cada pedido e destinação (colmeia /put wall). Com essa estratégia, os separadores não precisam ir e voltar em uma mesma posição várias vezes para separar o mesmo produto, acelerando significativamente o picking. (Conheça o case da Drogaria Onofre).

Esse é apenas um exemplo de como é possível reduzir os deslocamentos adotando a estratégia certa para o negócio. Empresas que investem em correias transportadoras ou sistemas de automação para o picking ou também estão em busca do mesmo objetivo. O que todas têm em comum é a priorização da tecnologia como uma aliada para reduzir os trajetos e trazer mais velocidade na separação.

 


3 – Procure colocar os itens de maior saída em prateleiras mais baixas

 

A verticalização do estoque realmente ajuda muito no aproveitamento de espaço. Mas é preciso utilizar as prateleiras de forma estratégica, pois isso impacta na velocidade do picking. Quando os separadores precisam constantemente estender a mão, procurar uma escada ou utilizar outras ferramentas para acessar produtos que estão mais altos, acabam gastando mais tempo para separar.

 

Para evitar que isso aconteça, mantenha as mercadorias de maior saída em posições mais baixas no estoque. Isso facilitará muito a sua coleta pelos funcionários. Lembre-se: produtos nobres devem ocupar áreas nobres. Isso nos leva à próxima dica.

 

 

4 – Posicione as mercadorias estrategicamente

 

Um processo de separação é facilitado quando a empresa conhece bem o giro de cada produto e utiliza corretamente a Classificação ABC na composição do layout. Seguindo esse padrão, os produtos de alto giro (grupo A) ocupam as melhores posições no estoque, estando próximos à expedição. Os de médio giro (grupo B) são situados em posições intermediárias. Já os de baixo giro (grupo C) podem ser alocados em posições mais distantes, pois são menos acessados.

 

Essa definição de posições tem um impacto significativo no dia a dia da operação, pois traz mais agilidade na saída dos produtos de maior demanda. Acelerando a separação desses itens, a empresa acaba aumentando a taxa de pedidos separados / dia.

 

Vale lembrar que a Classificação ABC precisa ser revista periodicamente e, sempre que for necessário, devem ser feitos ajustes no layout.

 

> Saiba mais sobre como utilizar a Classificação ABC corretamente.

 

 5 – Invista em tecnologias que dão suporte ao picking

 

No item 2 mostramos que a redução dos trajetos é conseguida com o investimento em tecnologias, como o sistema WMS ou ferramentas de automação. Mas a verdade é que todos os tópicos anteriores serão melhor implementados se você tiver um sistema de gerenciamento de armazéns, o qual irá trabalhar o tempo todo para que você utilize bem os seus recursos (pessoas, equipamentos e área) e para trazer mais agilidade e precisão em todos os processos.

 

O WMS auxilia não apenas na implantação do modelo de picking ideal para o seu negócio, mas no endereçamento inteligente dos produtos, no giro do estoque, no reabastecimento, no agrupamento e gerenciamento das tarefas, dentre outras vantagens. Para se ter uma ideia do ganho alcançado com o uso do software, um de nossos clientes conseguiu aumentar em 4 vezes a velocidade de separação. 90% dos pedidos passaram a ser separados em apenas 10 minutos. (Saiba mais aqui).

 

E se você tem planos de investir em sistemas de automação para o picking, contar com o WMS também é importante, pois é o software que envia as ordens de pedido às máquinas. E existe mais um benefício do sistema que tem tudo a ver com o próximo item.

 

 

6 – Avalie o desempenho sempre

 

É fundamental que você acompanhe o desempenho do processo de picking e, de preferência, em tempo real. Isso permitirá a identificação de momentos de lentidão e improdutividade, fazendo os ajustes necessários para retomar a alta performance. Além disso, você poderá identificar erros que poderão ser corrigidos antes que gerem retrabalho ou prejuízos.

 

Melhor ainda será se os seus próprios funcionários puderem se autogerenciar, acompanhando o seu desempenho à medida em que executam suas tarefas. E tudo isso é possível com o sistema WMS, que te oferece a Gestão à Vista, trazendo uma série de dashboards e KPIs que são atualizados em tempo real, podendo ser apresentados em monitores posicionados em várias partes do armazém. O sistema acaba atuando como um propulsor da produtividade, beneficiando o trabalho de todos, por isso, vale a pena contar com ele para acelerar a separação!

 

E aí? Gostou das dicas? Quer saber mais sobre o picking, conhecer os seus tipos e como implementá-los de forma correta? Clique aqui e acesse nosso texto exclusivo sobre o tema.

 



Deixe uma resposta