Entenda como a baixa acuracidade de estoque afeta o seu negócio

Falta de controle intralogístico pode comprometer setores de Compras, Vendas, Produção e até mesmo o Marketing

 

Problemas de acuracidade no estoque estão entre os principais desafios de um gestor de logística e devem ser vistos com alerta porque comprometem vários processos, causando quedas de produtividade, retrabalhos e o mais perigoso: perdas financeiras. O estoque é um dos eixos centrais de um negócio e, caso não seja bem gerenciado, pode causar erros no planejamento, na produção, nas compras, nas vendas e até mesmo nas ações de marketing da empresa.

 

Como vender sem saber quanto a empresa tem disponível? Como contatar os fornecedores sem saber a quantidade ideal a ser solicitada? Como atender os pedidos dos clientes sem a garantia de que serão atendidos corretamente e no prazo ideal? É por esses motivos que a manter a acuracidade do estoque se torna essencial para a saúde da sua empresa. Assim como a gestão financeira, o gerenciamento intralogístico afeta vários os setores e, por isso, merece especial atenção. Neste texto você vai conhecer as principais consequências da falta de acuracidade do estoque, percebendo o quanto é importante garantir níveis próximos de 100%.

Acuracidade = decisões corretas e ganhos

wms-acuracidade

O termo “acuracidade” tem origem na palavra inglesa “accuracy” e traz em seu significado a ideia de precisão. Ao aplicar esse conceito ao Supply Chain, é possível concluir que quanto mais precisos forem os dados referentes ao seu estoque, mais seguras serão as decisões de seu gerenciamento. Basicamente, o índice de Acuracidade do Estoque mede o quanto o seu estoque físico está igual ao seu estoque no sistema. E o ideal é que não haja qualquer divergência, uma vez que os times de Produção, Compras e Vendas desenvolvem o seu trabalho com base nos dados que estão registrados.

 

É importante destacar também que a acuracidade do estoque tem relação direta com a gestão financeira, afinal, o estoque é parte do capital de giro de um negócio, sendo um de seus ativos mais importantes. Se os níveis de acuracidade não estão bons, isso significa que pode haver estoque em excesso ou em falta, gerando custos adicionais ou provocando prejuízos e perda de vendas. Em ambas as situações, a lucratividade do negócio é prejudicada, daí a necessidade de se encarar a acuracidade de forma estratégica e com seriedade.

 

Consequências da falta de acuracidade do estoque

 

Até o momento, já deu pra perceber que uma empresa não tem uma boa gestão de seu estoque, poderá provocar problemas em várias áreas e gerar prejuízos. Mas os danos não se resumem a esses dois pontos. Existem outras consequências que você precisa conhecer em detalhes para evita-las:

 

1 – Impacto no controle de lotes

Se o seu estoque físico não condiz com o estoque no sistema, isso significa que o seu armazém não tem um rastreio efetivo de lotes e, nesse caso, as divergências prejudicam no acompanhamento das condições de cada item armazenado. A manutenção da acuracidade garante, por exemplo, um maior controle sobre produtos armazenados que estão próximos da data de vencimento, assim como o monitoramento preciso em caso de bloqueios ou recall. Buscar a igualdade dos dados é, portanto, uma forma de manter a organização e evitar perdas desnecessárias.

 

2 – Redução do nível do serviço e consequente queda de vendas

Se um cliente solicita um produto que consta no estoque do sistema, mas está em falta no estoque físico, é bem provável que o seu pedido não seja atendido da forma e no prazo que ele esperava. Nesse caso, ou o cliente irá cancelar a compra ou a entrega sofrerá um grande atraso. Esse tipo de situação, além de reduzir o nível do serviço, traz um impacto direto no time de Vendas, pois a ruptura de pedidos pode significar além da perda da venda, a perda de um cliente em definitivo.

 

No caso do estoque de indústrias, a falta de acuracidade pode afetar também a entrega dentro do prazo por falta de matéria-prima e, assim, comprometer a credibilidade da empresa.

 

3 – Risco de interrupção do fornecimento por stockout

Se o seu time de Compras não tem os dados corretos para solicitar o reabastecimento, pode acontecer uma ruptura do estoque (stockout). E aí a consequência é o risco de interrupção do fornecimento pela sua empresa.

 

4 – Queda de produtividade e retrabalho

É praticamente impossível não associar a falta de acuracidade do estoque à queda de produtividade no armazém, afinal, se os dados não estão em consonância, muitos funcionários perderão o seu tempo fazendo uma reposição desnecessária ou mesmo tentando atender pedidos sem que o produto esteja disponível. Além disso, depois que a falha é notificada, há o retrabalho, pois os erros precisam ser corrigidos e os pedidos refeitos. Vale acrescentar que as divergências podem até ocasionar em uma parada de produção, com funcionários ociosos durante o horário de expediente.

 

5 – Impacto nas negociações de compras e envios emergenciais com frequência

Quando há a ruptura de estoque, todos os setores correm para adquirir o produto em falta o mais rápido possível. Com isso, o time de Compras não consegue negociar preços melhores com seus fornecedores. Além disso, passam a acontecer os envios emergenciais, que deixam de ser pontuais e se tornam ser rotineiros. Em ambas as situações, haverá custos não previstos.

 

6 – Dificuldade de retorno do investimento pelo excesso de estoque

Em uma situação inversa à apontada no item anterior, quando o estoque está em excesso, a empresa demorará mais tempo para reaver o capital investido na aquisição de produtos e pode até ter uma grande dificuldade em sua comercialização, já que o seu estoque está acima da margem de vendas. Em caso de itens perecíveis, o risco de perda é alto.

 

7 – Ineficiência na operação

A falta de acuracidade do estoque afeta a eficiência das operações como um todo, causando diversos problemas, tais como: atrasos nos processos, movimentações desnecessárias, gastos adicionais com transporte, perda de produtos, além de custos adicionais em caso do estoque em excesso ou da necessidade de rápida reposição.

 

8 – Impactos diretos na gestão financeira

Por último, a falta de acuracidade do estoque traz uma série de impactos na gestão financeira da empresa. Além de todos os custos extras e prejuízos causados pelos problemas anteriormente citados, as divergências de informações acabam por prejudicar os cálculos de custos e a lucratividade do negócio.

 

Por esses e outros motivos, é que a busca pela acuracidade do estoque deve ser uma das prioridades da sua gestão, pois trata-se do alicerce para que todo o trabalho logístico funcione bem. Busque formas de aprimorar os níveis de acuracidade contando com o suporte de tecnologias que automatizam e integram processos. E não se esqueça: você precisa ter informações em tempo real sobre as operações em seu armazém para que possa identificar as divergências antes mesmo que elas aconteçam.

 

Para ajudá-lo a melhorar os níveis de acuracidade de seu armazém, preparamos dez dicas valiosas para evitar falhas no estoque. Clique aqui e leia o conteúdo agora mesmo!



Deixe uma resposta