Como funciona o miniload?

Conheça o miniload, sistema de automação que traz benefícios tanto na armazenagem quanto no picking

 

Um dos grandes desafios enfrentados atualmente na administração de um armazém é a otimização do espaço. O aproveitamento inteligente de cada m² do depósito requer a utilização de estratégias aprimoradas, as quais podem ser melhor executadas com o auxílio da tecnologia. E, dentre as inovações da logística que contribuem para alcançar esse objetivo está o miniload, sistema de automação que auxilia na armazenagem de peças pequenas, trazendo ganhos não apenas para a armazenagem como também para a separação.

 

O que é e como funciona o miniload?

 

miniloadO miniload consiste em um sistema de armazenagem automático para caixas de plásticos, caixas de papelão ou bandejas, integrando as estantes, os transelevadores e o sistema WMS. Ele é composto por um ou mais corredores por onde circulam os transelevadores, além de duas estantes situadas em ambos os lados, as quais armazenam as caixas ou bandejas. Em uma das extremidades ou em uma lateral das estantes está localizada a área de preparação de pedidos constituída por transportadores.

 

Basicamente, quando uma onda de picking é gerada pelo sistema WMS e comunicada ao miniload, os transelevadores se movimentam – vertical ou longitudinalmente – para localizar e extrair nas estantes os produtos demandados. Cada ação é registrada com o uso de um dispositivo de radiofrequência, que faz a varredura do código de barras do produto ou lote.

 

Em seguida, os transelevadores levam até a área de preparação de pedidos e os transportadores fazem o transporte dos itens. Uma vez executadas as operações de picking, a caixa ou bandeja é devolvida pelo transelevador à sua posição original.

 

Vantagens do minload

 

O miniload é um sistema indicado para operações com um picking intensivo, especialmente de produtos pequenos, com limites de até 100 kg por caixa ou bandeja. Uma vantagem, além da precisão e agilidade na separação, é que o operador não precisa se movimentar, podendo ficar parado em uma posição, aguardando o sistema levar os produtos do pedido até ele, ou seja, trata-se de uma solução Goods to Person (G2P). Com isso há um grande aumento da produtividade no picking e redução de custos decorrente da alta velocidade no processo.

 

Além disso, o miniload proporciona um melhor aproveitamento da área de armazenagem. Por ter uma alta capacidade de armazenamento tanto em comprimento quanto em altura, o miniload pode chegar a multiplicar por 10 a capacidade de armazenamento em depósitos convencionais.

 


Outras vantagens que também podem ser citadas são:

 

– Maior segurança tanto no armazenamento quanto na execução do trabalho;

– Inventário permanente e consequente otimização do controle de estoque;

– Eliminação de erros, desvios e avarias;

– Redução da necessidade de mão de obra e do uso de equipamentos como paleteiras, empilhadeiras, coletores, etc.;

– Baixa manutenção.

 

Indicações de uso

 

Devido à sua grande versatilidade, o miniload pode ser utilizado em armazéns de vários segmentos de negócios. No e-commerce, é visto como uma ferramenta potencial, já que consegue acelerar a separação e trazer maior assertividade, permitindo entregas mais rápidas e assertivas. Além disso, devido à dificuldade de encontrar mão de obra qualificada, o miniload se mostra uma solução viável. Devido às várias vantagens que oferece, é considerado um sistema que traz alto ROI, preparando o armazém para o futuro.

 

>> Clique nos links abaixo para conhecer outros sistemas de automação:

 

Shuttle
A-frame
Voice picking
Pick-to-light
Sorter
AGV



Deixe uma resposta