Como o WMS ajuda na gestão de um armazém multicanal?

Entenda o papel do sistema WMS na logística multicanal e como o software ajuda as empresas a lidarem com os desafios do mercado atual

 

multicanal
 
A tecnologia está transformando o mundo e o comportamento das pessoas. Com a digitalização, a comunicação ganhou força total, estreitando as distâncias e fomentando o imediatismo. Tudo isso impactou na forma como os consumidores se relacionam com as empresas e no que esperam delas. O cliente de hoje está mais empoderado, exigindo mais de suas experiências de compra. Ele quer flexibilidade, conforto e gratificações instantâneas. Diante desse cenário, as empresas entraram em uma corrida para otimizar a sua logística e oferecer o melhor atendimento.
 
Uma estratégia que ganhou força foi o omnichannel ou venda multicanal. Na busca por oferecer uma experiência inigualável aos consumidores, as empresas vêm diversificando os seus canais de venda e o mais importante: trabalhando para que eles funcionem em sinergia, ou seja, permitindo que o cliente transite entre um canal e outro sem qualquer atrito.
 
Na prática, isso significa que um cliente pode começar uma compra on-line e finalizá-la na loja física, ou vice-versa. Ele tem a liberdade para escolher o que lhe é mais cômodo. Mas isso só funciona bem se todos os canais estiverem bem integrados. Do contrário, pode se transformar em um pesadelo para o cliente, com erros, falhas na comunicação e atrasos.

 

Desse modo, o que é primordial para a venda multicanal funcionar bem?

 

A resposta está no preparo do armazém para essa nova realidade. A venda multicanal exige uma operação logística de alta complexidade, cujos processos são ágeis e bem alinhados, e as informações centralizadas e disponibilizadas em tempo real.

 

>> Saiba se a sua empresa está pronta para o omnichannel. 
 
 

Armazém multicanal: velocidade e precisão

 

 
Uma das mudanças mais evidentes provocadas pelo omnichannel na estrutura logística das empresas é a demanda por maior eficiência – a entrega precisa ser mais rápida e 100% precisa. Além disso, uma vez que a empresa se torna multicanal, seu armazém precisa se adequar para atender aos novos públicos atendidos. Por exemplo, uma empresa que antes só distribuía para lojas e agora passou a ter um site de vendas direto ao consumidor deve se reestruturar para atender aos dois tipos de demandas – os pedidos maiores dos varejistas e os fracionados dos clientes.
 
Diante desse novo cenário, que torna as operações mais complexas, é preciso investir em ferramentas que auxiliem no trabalho, trazendo mais velocidade e precisão no atendimento aos pedidos. É aí que entra o sistema de gerenciamento de armazém (WMS), software projetado exatamente para dar suporte à operação intralogística, auxiliando na gestão e também no fluxo de materiais.
 
O WMS está presente desde o recebimento do produto até a sua expedição, e o principal: o software comporta diferentes operações em um mesmo armazém. A inteligência do sistema ordena os pedidos, emite as ondas de picking no momento certo, faz o reabastecimento automático, organiza as rotas de entrega, dentre outras funções que agregam muito em uma operação multicanal.
 
Outro diferencial do WMS é que o sistema oferece informações sobre a operação tempo real (Gestão à Vista), auxiliando o gestor e as equipes a manterem a produtividade e a corrigirem as divergências, caso ocorram. Além disso, o WMS conta com várias modalidades de picking e se integra aos mais modernos sistemas automáticos.
 
 

Sistema WMS: um importante aliado do omnichannel

 

Confira algumas razões que fazem do WMS uma ferramenta indispensável para uma operação multicanal:

 

1 – O WMS estabelece regras específicas para cada tipo de cliente

 

Ainda que você atenda tanto o varejo quanto o e-commerce em um único armazém, os quais demandam processos diferentes, isso não é um obstáculo quando você tem o WMS.
 
Sabemos que a separação de pedidos do varejo geralmente acontece em grandes paletes de um mesmo item, ao passo que o picking para o e-commerce costuma ser de itens individuais (fracionados). Assim, um armazém multicanal precisa comportar mais de uma modalidade de picking, mantendo a organização dos processos.
 
Além disso, é preciso gerenciar diferentes tipos de envio. Os pedidos de e-commerce costumam enviados através de transportadoras ou Correios. Já os de varejo podem utilizar os veículos próprios da empresa. Nesse sentido, é importante uma organização não apenas no momento da separação, mas também na expedição.
 
Um armazém que recebe pedidos de diversos canais precisa de um sistema capaz de manter suas regras de separação e expedição em ordem. Um WMS avançado gerencia essas regras, eliminando a necessidade de fluxos de trabalho elaborados manualmente. A automação dos processos oferecida pelo software traz mais agilidade, e principalmente, precisão no atendimento de cada tipo de demanda.
 
 

2 – O WMS ajuda a aprimorar a experiência do cliente

 
O consumidor de hoje quer ter uma experiência de compra inigualável e espera que a empresa lhe dê total visibilidade sobre o status do seu pedido. Mas como fornecer esses dados sem ter um sistema que registre todas as movimentações e o fluxo dos processos? É aí que o WMS ajuda.
 
O sistema WMS pode ser integrado à plataforma de vendas, oferecendo dados em tempo real sobre o estoque e o andamento dos pedidos. Se a empresa opta em também ter um OMS (Order Managment System ou Sistema de Gerenciamento de Pedidos) , integrando-o ao WMS e ERP, o resultado é uma visibilidade ainda maior. O trabalho integrado dos três softwares é a chave para uma operação multicanal.
 
E tem mais: o WMS não apenas ajuda a aprimorar a experiência do cliente até o envio. Caso haja alguma troca ou devolução, o sistema oferece o suporte na gestão da logística reversa. O sistema ajuda a tratar os produtos retornados ao armazém desde o momento da sua entrada, auxiliando no controle sobre o que é devolvido, por que foi devolvido e onde poderia ser armazenado.
 
 

3 – O WMS oferece vantagem competitiva na venda multicanal e ajuda o negócio a crescer

 
Com os grandes players oferecendo entregas cada vez mais rápidas e com fretes atrativos, os demais varejistas se veem pressionados para oferecer um serviço similar. Quem não correr para conquistar os clientes, pode ficar para trás.
 
À medida que o omnichannel ganha força e a competitividade aumenta, ter entregas ágeis e precisas é um grande fator de diferenciação de uma empresa. Por isso, contar com um sistema WMS para auxiliar na operação multicanal é de extrema importância. Com a automação dos processos oferecida pelo WMS, a operação alcança uma grande eficiência, sendo possível até mesmo o same day delivery (veja o caso de sucesso da Drogaria Onofre).
 
Além disso, para oferecer mais comodidade aos seus clientes, as empresas têm buscado diversificar cada vez mais os seus canais de venda, passado também a vender nos marketplaces. E, para atender às regras específicas dessas plataformas, é preciso ter um bom controle do estoque e alto desempenho dos processos, condições que o sistema WMS consegue atender.
 
 

Transformando desafios em oportunidades

 

Oferecer uma experiência única de compra e que dê conforto e flexibilidade ao cliente: esse é o grande desafios das empresas que já deram o primeiro passo da estratégia multicanal. Não basta ter vários pontos de contato com o consumidor; é preciso que todos ofereçam a mesma qualidade no atendimento. Para tanto, é crucial contar com uma logística de alto desempenho.
 
Nesse cenário, o sistema WMS vem como o alicerce para que os armazéns se estruturem e tenham condições de atender várias demandas ao mesmo tempo. O software precisa ser integrado aos demais sistemas utilizados pela empresa, de modo a centralizar as informações e, assim, permitir que os vários setores desempenhem o seu trabalho com excelência.
 
É importante destacar, ainda, que estamos inseridos em um contexto novo, onde tudo muda a todo tempo. Com isso, os desafios e obstáculos são inevitáveis. Contudo, para quem investe em tecnologia, fica muito mais fácil lidar com eles. Os melhores armazéns prosperam mesmo quando as dificuldades aparecem.
 
Acompanhar as mudanças com processos manuais é praticamente impossível. Se a sua empresa deseja aproveitar o omnichannel para crescer, considere adotar um sistema WMS para padronizar seus processos, acelerar sua operação e, aí sim, conquistar o seu mercado.
 
>> Clique aqui e saiba tudo sobre o sistema WMS. 



Deixe uma resposta