Gestão à Vista: entenda o que é e como usá-la para aprimorar a sua gestão logística

Com o apoio da tecnologia, você pode acessar os dados da operação em tempo real, antecipando-se aos problemas e tomando decisões mais acertadas

 

Qualquer meio de transporte, seja um carro, avião ou trem, por exemplo, conta com um painel que orienta o condutor ao longo do trajeto. Nele constam várias informações relevantes, como a velocidade, combustível disponível, temperatura do motor e até indicadores sobre mau funcionamento. É com essas informações que condutor toma as decisões certas para concluir a viagem, aproveitando melhor os recursos de que dispõe e garantindo a sua segurança e a dos passageiros. Com uma operação logística a lógica não é diferente: para gerenciar bem os processos, os quais são complexos e envolvem um alto custo, é importante acompanhar em tempo real como estão as coisas. Para isso, existe a Gestão à Vista.

 

wms-gestao-a-vistaMas, afinal, o que é Gestão à Vista?

A Gestão à Vista é um modelo de gerenciamento que permite a visualização de informações e indicadores importantes da operação e não apenas isso: os dados são compartilhados com toda a equipe, através de monitores disponibilizados em pontos estratégicos ou pelo acesso em smartphones e tablets.

 

Em geral, essas informações são apresentadas por meio de gráficos, tabelas ou checklists que permitem uma rápida leitura e entendimento dos dados. Usam-se cores para sinalizar o desempenho processos ou a etapa de cada um deles. O objetivo é garantir que todos consigam compreender as informações e fazer os ajustes necessários a partir do que é informado nos dashborads (painéis).

 

Com a Gestão à Vista, fica muito mais fácil perceber o que não está indo bem, antecipando-se à ocorrência de falhas ou paradas. Além disso, é uma forma eficaz de aprimorar a comunicação na empresa, uma vez que todos os colaboradores passam a ficar mais informados sobre tudo o que acontece dentro da operação.

 

Por que uma operação intralogística precisa de Gestão à Vista?

Uma das frases mais repetidas por grandes líderes do mundo dos negócios é que a informação é o bem mais valioso que uma empresa dispõe. Sem os dados de como andam os processos não dá pra saber se os investimentos feitos estão dando resultados, se o trabalho dos funcionários é produtivo, se a empresa está usando os seus recursos de maneira certa e até mesmo se existem perdas no processo. Só com os indicadores é possível ter uma real dimensão de como as coisas estão indo e o que precisa ser aprimorado.

 

No caso de uma gestão de armazém, essa questão se torna ainda mais relevante, afinal, sabemos que qualquer falha em uma etapa do processo (seja no recebimento, no armazenamento, na separação ou expedição) pode prejudicar toda a operação, gerando não apenas perdas internas como também impactando na qualidade dos serviços prestados ao cliente. Um atraso no picking, por exemplo, pode causar demora na entrega; assim como qualquer erro na separação pode ser desastroso.

 

Dessa forma, para que a intralogística seja eficiente, evitando quaisquer erros, é essencial acompanhar de perto cada processo, avaliando o desempenho de funcionários, o tempo de atendimento aos pedidos, o nível de estoque, dentre outras informações que permitem mensurar se a operação está conseguindo cumprir suas metas. Além disso, como a logística é um dos setores que geram um alto custo para as empresas, sua gestão precisa ser extremamente eficaz, o que só é possível quando se conhece bem o negócio.

 

O que o meu negócio ganha com a Gestão à Vista?

Empresas que adotam as ferramentas visuais que permitem o acompanhamento de seus indicadores certamente saem à frente dos concorrentes. Isso porque o índice de acertos aumenta muito. Outra vantagem é que os funcionários passam a ficar mais engajados, uma vez que podem aferir o seu desempenho. Além disso, ao visualizar os indicadores de forma ampla, os gestores conseguem tomar decisões mais assertivas, evitando falhas e perdas.

 

Em geral, os ganhos são:

 

  • Visão ampla sobre a operação: é possível avaliar os acertos e os pontos críticos, as tendências e o que precisa ser ajustado.
  • Melhor performance da equipe: quando os funcionários têm acesso aos seus indicadores de desempenho, eles tendem a se esforçar mais por melhores resultados.
  • Facilitação da tomada de decisões: com os dados disponibilizados em tempo real, detalhando performance e produtividade, os gestores conseguem ter mais recursos para a tomar decisões acertadas que garantam melhorias reais para a operação.
  • Antecipação às falhas: com o acompanhamento instantâneo dos indicadores, é possível se antecipar na correção de desvios, como possíveis atrasos, rupturas em pedidos se não houver o reabastecimento, dentre outros. Assim, o gestor pode fazer ajustes de processos para evitar quaisquer falhas na operação.
  • Melhor direcionamento dos investimentos: a partir do momento em que o gestor passa a acompanhar o desempenho das operações, torna-se mais fácil identificar quais os setores que necessitam de investimento e melhorias.

A Gestão à Vista promove benefícios à operação como um todo, sendo, portanto, um diferencial competitivo. Com o acompanhamento dos processos no mesmo instante em que ocorrem, as análises deixam de ser feitas “pelo retrovisor”, o que ajuda na melhor condução do negócio.

 

Quais os cuidados que a Gestão à Vista requer?

É importante destacar que ao implementar a Gestão à Vista, deve-se saber bem o que será divulgado. Esse modelo de gerenciamento só alcança eficácia se as informações que são visualizadas realmente ajudam no entendimento de como os processos estão sendo executados. Por isso, o gestor precisa definir os indicadores que quer mensurar. Além disso, os dados devem ser verdadeiros e assertivos, daí a importância de contar com uma tecnologia que gere e acompanhe os resultados.

 

Dentre os indicadores que ajudam na avaliação da performance de um centro de distribuição estão:

 

  1. Taxa de Pedido Perfeito (Perfect Order)
  2. Taxa de Atendimento de Pedidos (Order Fill Rate)
  3. Performance de linha de picking
  4. Média de produção da linha
  5. Taxa de erros
  6. Acuracidade do Inventário (Inventory Accuracy)

 

Para que a Gestão à Vista seja benéfica para todos, é fundamental treinar a equipe para que os funcionários sejam capazes de compreender os dados disponibilizados nos monitores e dispositivos móveis e, com isso, aprimorar seu desempenho e identificar antecipadamente os desvios.

 

Com os dashboards em pleno funcionamento, você certamente terá em mãos uma poderosa ferramenta para aumentar a produtividade e a rentabilidade do seu negócio.

 

Quer conhecer a Gestão à Vista oferecida pelo WMS Rx? Clique aqui.



Deixe uma resposta