Ponto de pedido: o que é e como calcular

Saiba mais sobre o ponto de pedido, indicador importante para manter o estoque sempre abastecido

 

ponto de pedido

Recentemente, publicamos um texto aqui no Blog onde apresentamos dicas de como evitar o stockout e o excesso de estoque. Uma das recomendações apresentadas, voltada especialmente para impedir as rupturas no estoque, foi a de calcular os pontos de pedido. Trata-se de uma estratégia fundamental para garantir que o armazém esteja sempre abastecido e pronto para atender às demandas dos clientes.

 

O ponto de pedido ou reorder point (ROP) refere-se ao momento certo para fazer uma compra de reposição do estoque. Ele não se baseia em decisões instintivas, mas em um cálculo que permite saber o nível mínimo de estoque de cada produto. Assim, quando esse valor é alcançado, significa que um novo pedido deve ser feito ao fornecedor.

 

A grande importância do cálculo do ponto de pedido é que ele te dá muito mais precisão nas reposições do estoque. Seu instinto não consegue acertar o tempo todo sobre o momento ideal para fazer um pedido de compra. Por outro lado, seus dados históricos e prazos de entrega sim. Desse modo, o ponto de pedido garante que sua empresa mantenha níveis de estoque saudáveis permanentemente.

 

É importante destacar que o cálculo do ponto de pedido deve ser feito individualmente para cada SKU, afinal, os itens possuem volume de vendas diferentes, assim como podem ser originários de fornecedores distintos, cada um com um prazo específico de entrega. E tudo isso precisa ser considerado no cálculo.

 

Na verdade, existem três fatores que devem ser levados em conta:

 

1 – Estoque de segurança: níveis de estoque estabelecidos para não ocasionar rupturas;

2 – Tempo de reposição: lead time ou tempo de abastecimento dos fornecedores;

3  – Consumo médio: a média diária de consumo da mercadoria.

 

É a partir desses dados que você chegará a um número que representa o estoque mínimo – o “sinal vermelho”, o qual indica a necessidade de acionar o fornecedor para nova remessa de reposição. Essa quantidade mínima armazenada garante que a sua empresa esteja pronta para atender às demandas até que a reposição seja efetuada.

 

Como calcular o ponto de pedido?

 

Agora que já definimos o que é o ponto de pedido, mostramos a sua importância e o que deve ser considerado, vamos entender como ele deve ser calculado. A fórmula é bastante simples:

 

Ponto de pedido = estoque de segurança + (consumo médio x lead time)

 

Acompanhe este exemplo prático:

 

Imagine que a sua empresa venda mouses de computador. São vendidas 12 unidades do produto da marca X diariamente  e o fornecedor leva 5 dias para enviar uma nova remessa ao seu armazém. Considerando que o estoque mínimo é de 60 itens, o cálculo do ponto de pedido ficaria desta forma:

 

Ponto de pedido = 60 + (12 x 5) = 120

 

Assim, sempre que o seu estoque atingir 120 unidades do produto, você deve acionar o fornecedor. Em muitos casos, quando não há diferença entre o tempo de entrega e o tempo de reposição, o ponto de pedido será o dobro da quantidade estabelecida como estoque mínimo.

 

 

WMS: a solicitação ao fornecedor no momento certo

 

A grande vantagem de contar com um software específico para  a gestão do armazém, como o WMS, é que o próprio sistema calcula automaticamente os pontos de reposição. Ao registrar todas as movimentações realizadas, o WMS tem dados suficientes para calcular o momento da reposição em tempo real.

 

A automatização do armazém com o WMS te dá, portanto, a segurança de que o pedido de compra ao fornecedor será feito no momento exato que o estoque atingiu o ponto de pedido. Caso contrário, se você tem o número do ponto de pedido, mas não possui mecanismos para monitorar o nível de estoque, será difícil detectar esse momento de reposição.

 

O melhor do WMS é que o sistema emite notificações que chegam até você e sua equipe instantaneamente, de modo que o pedido de compra seja aprovado com agilidade e encaminhado ao fornecedor. Dependendo da situação, caso não seja necessário uma aprovação, é possível programar o software para enviar automaticamente um pedido de compra. Isso ajuda muito a sua empresa a manter os níveis de estoque sempre ideais.

 

Vale destacar que o sistema auxilia em muitos outros aspectos que garantem a excelência no controle de estoque, como na realização dos inventários cíclicos, nas conferências e rastreamento de movimentações e, ainda, ao fornecer dados em tempo real (Gestão à Vista).

 

Nesse sentido, reforçamos a importância de calcular o ponto de pedido, mas lembramos que contar com a tecnologia é um passo importante para que você obtenha sucesso na gestão do seu armazém!

 

Entenda em detalhes como o WMS auxilia na gestão do estoque. Clique aqui para saber mais.



Deixe uma resposta