Diretor do Grupo DPSP apresenta case de sucesso com a Delage no XXV Fórum ILOS

Na manhã desta terça-feira (24) aconteceu a palestra “Disaster Recovery: como planejar e implementar simultaneamente contingência e um novo centro de distribuição durante crises de abastecimento”, ministrada pelo Diretor de Logística do Grupo DPSP, Jonas Cézar Laurindvicius e pelo Diretor Comercial da Delage, Bruno Faria Honório, no XXV Fórum Internacional de Supply Chain, em São Paulo.

 

Diante de um auditório numeroso, Laurindvicius relatou a experiência vivenciada em maio de 2018, quando o armazém da Drogarias Pacheco localizado na Pavuna (RJ) foi atingido por um incêndio. O CD era responsável pelo abastecimento de 319 lojas localizadas nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Paraná. O Diretor do Grupo DPSP detalhou como a equipe se mobilizou e tomou decisões estratégicas para manter temporariamente o abastecimento das lojas sem causar qualquer impacto significativo na distribuição. Laurindvicius falou também sobre o projeto de implantação de um novo CD, localizado no GLP Irajá (RJ). Para dar conta do grande desafio, o Grupo DPSP contou com o apoio da Delage, que se empenhou para que o WMS Rx fosse instalado rapidamente no novo armazém. E tudo aconteceu de forma surpreendente: 48 horas após o incidente, as lojas já estavam sendo abastecidas através de sites de outros estados, e em apenas 45 dias foi implantado o novo CD com o sistema da Delage.

Preparo e agilidade na contingência

Na abertura de sua fala, Jonas Cézar Laurindvicius argumentou sobre os riscos em operações logísticas, os quais qualquer empresa pode estar sujeita. Segundo o Diretor do Grupo DPSP, eventos e ameaças à operação logística podem causar danos internos que resultam em perdas financeiras e queda da reputação. E mesmo que a empresa esteja busque evita-los, há sempre a ameaça de algo acontecer e trazer impactos, daí a importância em estar preparado para lidar com qualquer situação imprevista.

 

Laurindvicius relata que após o incidente no armazém da Drogarias Pacheco (RJ), a decisão mais difícil foi não ir para o Rio após o evento. “Era preciso manter o controle e focar no abastecimento das lojas. Para isso, escolhemos as pessoas certas no war room para a tomada de decisões”, detalha. E essa forma de gestão fez toda a diferença. Ao apresentar a time line da contingência, o Diretor da companhia mostrou como a equipe se mobilizou rapidamente para resolver a situação. Em menos de 5 horas após o incêndio, o Plano de Contingência estava definido e em menos de 24 horas 50% das lojas impactadas já estavam sendo abastecidas. Após 48 horas, 100% das lojas passaram a contar com o abastecimento normalmente.

 

O Diretor de Logística do Grupo DPSP explicou que a organização do abastecimento temporário das lojas levou em conta as questões tributárias e de logística. O CD de São Paulo passou a entregar para algumas lojas do Rio de Janeiro e Paraná; o CD de Minas Gerais cuidou da distribuição de unidades no Rio de Janeiro; e o CD da Bahia abasteceu as lojas do Espírito Santo.

Novo CD

Com a primeira questão solucionada, era momento de pensar na implantação de um novo armazém no Rio de Janeiro. O local escolhido foi um galpão de 28 mil m² do GLP de Irajá, situado próximo à antiga operação da Pacheco. Para cuidar da gestão do CD, o Grupo DPSP optou pelo WMS Delage® Rx, o qual já era utilizado no armazém da Pavuna. De acordo com Laurindvicius, a escolha pela Delage justificou-se por se tratar de “um fornecedor no mesmo horizonte que o Grupo DPSP”. Vale destacar que o WMS Delage® Rx já tinha gerado ganhos importantes para a operação logística da Drogarias Pacheco. Ainda segundo o palestrante, empresas grandes, de fora, não têm o mesmo engajamento que as nacionais.

 

 

A dedicação das equipes da Delage e Pacheco trouxe um resultado impressionante, com a nova operação sendo iniciada em apenas 45 dias. Um ponto que fez a diferença foi a grande expertise da Delage em Gestão de Projetos, garantindo o cumprimento de todos os prazos estabelecidos no plano de ação. Além disso, no novo CD, ao contrário do CD da Pavuna (onde o picking era realizado pelo pick-to-light da KNAPP®), o picking passou a ser inteiramente gerenciado pelo WMS Delage® Rx, mantendo produtividade na separação de mercadorias e proporcionando agilidade e assertividade no abastecimento das lojas.

 

Hoje, o CD da Drogarias Pacheco movimenta cerca de 700 mil unidades/dia, com 100% de picking com RF (mais de 600 dispositivos) e toda a gestão realizada pelo WMS Delage® Rx. O grande sucesso alcançado na resolução do incidente mostrou que parcerias de sucesso se constroem com confiança e trabalho em equipe.



Deixe uma resposta